Menu

Adquira o livro: O Papa do Fim do Mundo - Lindolfo Dias

sábado, 25 de março de 2017

A BREVE VOLTA DE JESUS E O SEU RETORNO DEPOIS DO MILÊNIO: 2 EVENTOS DIFERENTES!




CHEGOU A HORA DE DEIXAR DE ENTENDER E PRINCIPALMENTE DE DEIXAR DE ENSINAR AS SAGRADAS PROFECIAS DE FORMA ERRADA OU EQUIVOCADA, COMO ESTA DO RETORNO DE JESUS À TERRA, DEPOIS DO MILÊNIO NO CÉU:

Muitos confundem a cena do retorno de Jesus à Terra, descrita no capítulo 19 do livro do Apocalipse, depois do milênio, com a Sua primeira volta, quando aconteceu a primeira grande ressurreição. Mas isso é um grande equívoco. Aquele evento está registra­do em Apocalipse 14:14-20. Naquela ocasião Jesus é mostrado em uma nuvem e não montado em um cavalo. Ele estava com os Seus anjos e não com os Seus santos, como nesta ocasião, agora descrita. “Santos” não podem ser confundidos com “anjos”. A primeira vez Ele veio para buscar os Seus remidos. Desta segunda vez Ele vem com os Seus remidos, para julgar com justiça. A prova de que Ele vem agora para fazer juízo está em outro texto sagrado, que trata deste mesmo acontecimento:



“Eis que é vindo o Senhor com milhões (miríades) de seus santos (14), para executar o juízo contra todos, isto é, condenar todos os ímpios por seus atos iníquos, cometidos perversamente, e por todas as palavras ríspidas (insolentes) que esses pecadores ímpios falaram contra Ele (15)” (Judas 14 e 15-Bíblia Judaica Completa).

Da primeira vez Ele veio depois do julgamento dos salvos, que foi o selamento para a salvação, e não para condenação. Desta segunda vez Ele vem com os salvos, para a condenação dos perdidos, depois do seu julgamento no milênio, para executar o juízo ou a sentença de morte. Da primeira vez Ele tinha uma coroa de ouro na cabeça e uma foice aguda na Sua mão. Desta segunda vez Ele é mostrado com muitas coroas e uma aguda espada na Sua boca. Da primeira vez Ele colheu o trigo, mas quem lançou a espada para colher as uvas foi “o outro anjo” que também tinha uma foice aguda. Desta segunda vez, Ele mesmo é que pisa o lagar, na Sua “estranha obra”, de destruir todos os ímpios (Isaías 28:21). Reiterando, da primeira vez é mencionado que Ele veio com os Seus anjos. Desta segunda vez é dito que Ele vem com os Seus santos, que estão vestidos de linho fino. Em nenhuma parte das Escrituras anjos são mencionados vestidos assim. O que caracteriza os santos são as suas roupas, não tecidas em teares deste mundo. A Palavra de Deus mostra nos detalhes a Sua suprema verdade:

“E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho puro são as justiças dos santos” (Apocalipse 19:8).

Estas eram as vestes dos santos acompanhantes de Jesus:

“Seguiam-no os exércitos no Céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro (14). E da Sua boca saía uma espada afiada, para ferir (matar) com ela as nações; e Ele as julgará com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-pode­roso (15). Em seu manto, sobre a sua coxa, está escrito um nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores” (Apocalipse 19:14-16).

Os cavalos brancos são claramente simbólicos – tanto o de Jesus quanto os dos Seus seguidores - são tronos. Os anjos não são mostra­dos montados ou assentados porque esta promessa é para homens e não para anjos. A vara de ferro do Rei que julga com justiça é, na verdade, a vara de medir ou de julgar. É de ferro, não por causa da dureza do julga­mento, mas pela perfeita justiça e pela imutabilidade da sentença inflexí­vel e irrevogável. Quando ela for executada se cumprirão as palavras da profecia que declara que Ele irá “ferir todas as nações”, ao serem todas elas lançadas no lago de fogo, que é a segunda morte. 

A completa e inequívoca explicação de todo o texto profético encontra-se no livro FRANCISCO, O PAPA DO FIM DO MUNDO, páginas 435 a 437.

Nenhum comentário :

Postar um comentário