Menu

Adquira o livro: O Papa do Fim do Mundo - Lindolfo Dias

segunda-feira, 1 de maio de 2017

30 DE ABRIL DE 2017, UMA DATA IMPORTANTE? A 'AÇÃO CATÓLICA' COMPLETA 150 ANOS


Não me canso de agradecer a Deus pelo livro FRANCISCO, O PAPA DO FIM DO MUNDO, publicado há alguns meses. As manifestações de apreço e carinho que tenho recebido de toda parte dão conta que ele tem sido uma bênção não apenas em minha vida, mas na vida daqueles que o leram ou que o estão lendo. Eu sempre destaco que ele não foi idealizado e escrito para angariar dinheiro, ou fama e notoriedade, mas para ganhar almas para Cristo e para enriquecer o conhecimento e consolidar a fé dos seus leitores.


Ele não foi escrito apenas para afirmar que o papa Francisco é o último papa da história, apesar da sua importância e protagonismo nos últimos acontecimentos antes da volta de Jesus, mas é, acima de tudo, um completo estudo bíblico dos principais temas que dizem respeito à redenção do homem e da Revelação profética. Igualmente, ele não tem o propósito de estabelecer datas, mas esclarecer fatos relacionados à profecia bíblica, especialmente os que dizem respeito aos livros de Daniel e do Apocalipse.

Com relação a estas considerações, julgo importante relembrar e ratificar o que mencionei na página 78 do livro, mencionando uma data apenas como referência para estabelecer a compreensão de uma importante revelação da profecia sagrada. Nesse aspecto e nestas condições mencionei a data de 30 de abril de 2017 como uma possível ocasião em que o papa Francisco seria escolhido como o gestor do Acordo de Paris e da nova ordem política, socioeconômica e ambiental que já está em vigor em todo o mundo desde o dia 04 de novembro do ano passado.

Eu escrevi: “Apenas para ilustração e para um exercício de imaginação, suponhamos que o decreto de morte... seja assinado no dia 21 de dezembro de 2020 etc.”, para buscar parâmetros para o cumprimento da profecia referida. Seguindo esse raciocínio, o natal daquele ano seria a data em que se deveria cumprir a promessa estabelecida em Daniel !2:12, que é a revelação por Deus do “dia e hora da volta de Jesus”. Fazendo uma retroação de 1335 dias daquele natal encontra-se a data de 30 de abril, antes mencionada.

Passando a data e aparentemente não acontecendo os eventos que eram de se esperar a data estaria, então, completamente descartada? Acho que não. Ela foi mencionada em consideração à já adiantada idade do papa Francisco, que tem hoje mais de 80 anos e que necessita manter o vigor físico e a capacidade intelectual para exercer o mais importante cargo que um ser humano jamais  ocupou na história. Caso a profecia não tenha se cumprido naquela data, NESTE ANO, creio que ela se cumprirá no mesmo dia e mês do próximo ano ou dos anos subsequentes. Eu afirmei ainda, na mesma página, que o seu cumprimento no dia de ontem “não põe nada a perder, caso não se confirme” e que ela é apenas “um exercício de imaginação”.

Mas é importante ressaltar que Espirito de Profecia afirma que muitos fatos da profecia bíblica ocorrem em oculto. A propósito desta afirmação, houve um notável acontecimento na manhã de ontem, no Vaticano. A “Ação Católica”, que é um movimento que tem a finalidade de ampliar a influência do papa no mundo, se reuniu ontem no Vaticano para comemorar os 150 anos da fundação do movimento. Cerca de 70 mil pessoas tomaram a Praça de São Pedro nessa comemoração e não se pode descartar a hipótese de que, nessa ocasião tenham sido firmados acordos e estabelecidas estratégias para aumentar ainda mais a influência do papa Francisco no mundo.

Em suma, os próximos acontecimentos serão decisivos para que se tenha uma visão mais clara da ascensão do pontífice romano à soberania mundial, na esteira do que estabelece o texto sagrado e em sintonia com o que determina o Acordo de Paris.

Informações detalhadas podem ser obtidos por meio do link: 

http://br.radiovaticana.va/news/2017/04/30/a%C3%A7%C3%A3o_cat%C3%B3lica_italiana_comemora_150_anos_com_o_papa_na_pra%C3%A7a/1309187

Nenhum comentário :

Postar um comentário